Quando um dependente químico coloca em risco outras pessoas ou a própria vida, é classificado como nível grave. A pessoa perdeu o discernimento sobre seus atos, assim como tem alto comprometimento da saúde física e psíquica devido à dependência química. O dependente químico em nível grave não consegue manter relações familiares e profissionais estáveis e recusa qualquer tentativa de ajuda. Por isso, é comum neste estágio a necessidade de a família pedir a internação involuntária, já que a pessoa não possui a consciência de que precisa de tratamento.

O nível grave é classificado pelos riscos que o usuário de drogas expõe a si e a outras pessoas de seu convívio. O melhor a fazer é recorrer ao tratamento, mesmo contra a vontade da pessoa. A possibilidade de recuperação deve prevalecer sobre a certeza de que drogas podem levar do desequilíbrio psíquico/emocional até a morte. Afinal quem ama, nunca desiste! Para esses casos, o mais recomendado é a INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA. O dependente químico é internado para desintoxicação e afastamento de situações de risco.

Na unidade de internação, o paciente tem 24 horas de assistência profissional qualificada, onde o foco será a reabilitação e reinserção social através de métodos eficientes. Após este período, o dependente passa ao atendimento ambulatorial.

Internação involuntária

Trata-se de uma modalidade aplicada quando o Cliente (adicto) perde por completo o discernimento sobre o risco a que está exposto e o perigo que representa para a família e também pessoas com quem se relaciona. O excesso de uso das substâncias já atingiu um estágio em que o indivíduo tem sua capacidade psíquica completamente comprometida e não consegue, por si só, buscar um tratamento.

Nesta situação, a internação é acionada por familiares com vínculo de parentesco de primeiro grau, ou seja, pais, filhos e avós.

ATENÇÃO: Os cônjuges não detêm essa permissão.

Feito o pedido, é essencialmente importante, que o dependente químico seja examinado por um médico, acompanhado da equipe multidisciplinar, os quais deverão emitir um laudo constando a necessidade ou não da internação.

Projeto Terapêutico

Saiba como funciona nosso tratamento COM INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA

Nesses casos o cliente está colocando em risco a sua vida e de outras pessoas, ele é conduzido para a clínica onde poderá ficar internado pelo período de até 180 dias para que seja afastado de situações ou pessoas que possam incentivar o uso de drogas. Na internação involuntária, o cliente tem 24 horas de assistência profissional qualificada, onde o foco será desintoxicação, a reabilitação e reinserção social através de uma rotina com atividades terapêuticas frequentes. O Projeto Terapêutico é fundamentado em técnicas e dinâmicas terapêuticas comprovadamente eficazes para o tratamento. A metodologia abrange a assistência multidisciplinar, dando o suporte necessário ao paciente e seus familiares. O cliente inicia o tratamento e logo passa por desintoxicação com medicamentos que reduzem as crises de abstinência. Também são realizadas atendimentos de psicoterapia individuais e grupais, aconselhamento individual e com dinâmicas em grupo, consultas médicas, avaliação psiquiátrica, avaliação nutricional e outras atividades do cronograma estruturado. Ao final desta etapa há a ressocialização, no qual o cliente é preparado para voltar para o convívio junto com a sua família em sua própria casa. Após este período, o cliente dá sequência em sua recuperação com o atendimento ambulatorial.

Como funciona

Etapas do tratamento

Perguntas frequentes

  • Qual é o tempo de tratamento?

    Depende da particularidade do paciente, após um período inicial de tratamento é traçado um programa individualizado, onde o mesmo irá evoluir entre as fases de desintoxicação, conscientização e reinserção social, buscando o tempo necessário para o aprendizado e início da prática do “Programa de Doze Passos”.

  • Como podemos ter contato com o paciente?

    Por telefone: os residentes poderão conquistar o direito ao telefonema semanal conforme sua evolução no tratamento e adesão as regras da instituição.
    Por carta: os pacientes poderão enviar e receber cartas desde o primeiro dia de tratamento, uma vez por semana; conforme avaliação da equipe;
    Visitas: Acontecem quinzenalmente, mensalmente ou com agendamento prévio, dependendo do tipo de internação.

  • Quais os documentos e materiais necessários para a internação?

    Documento original com foto ou Certidão de Nascimento;
    Cartão do plano de saúde, se for o caso.
    1 Calça
    1 Camisetas ou camisas
    4 Bermudas sem cordão
    4 Cuecas
    1 Par de Meia
    1 Par de tênis para atividade física
    1 Par de chinelo
    2 Toalhas
    1 Travesseiro
    1 Kit de Material de Higiene (Inicial – 01 unidade de cada)

Unidade Camará


Unidade involuntária para clientes com comprometimento grave a gravíssimo. Com relações familiares e profissionais prejudicadas e colocando em risco a sua vida e de outras pessoas.


conheça a unidade

Precisa da Despertar?
Nós ligamos pra você.


solicite um atendimento

Atividades físicas e
terapêuticas


atividades da casa despertar
WhatsApp chat